Um estudo sobre investimentos globais em mídia liberado hoje (09/12) pela ZenithOptimedia, do grupo Publicis, mostra que a Internet é dona absoluta do segundo lugar como mídia global mais importante, terminando 2013 com uma fatia de 20,26% do dinheiro de publicidade global (17,9% desktop internet e 2,7% mobile).

A TV continua com a “fatia do leão”, detendo 40,2% dos investimentos em 2013, mas vai reduzir sua participação no bolo para 39,3% em 2016, perdendo terreno para a internet, que em 2016 vai capturar 26,6% do bolo publicitário mundial (18,9% internet desktop e 7,7% mobile).

 

TV_x_Internet

 

 

Segundo a ZenithOptimedia, o faturamento mundial total de publicidade deverá terminar 2013 com um total de US$ 532 bilhões, crescimento de 3,6% sobre 2012 e, pela primeira vez na história, superando a casa dos US$ 500 bilhões. Em 2014 a taxa de crescimento sobe para 5,3%, mantendo taxas de crescimento de 5,8% em 2015 e 2016.

Segundo a empresa, é boa notícia para as empresas de mídia e publicidade, porque as taxas de crescimento a partir de 2014 vão voltar ao patamar de 2007 (5,4%) antes da crise econômica global.

Todas as regiões estão em crescimento. A América Latina tem sido a área com taxa de crescimento em mídia mais alta entre todas elas desde 2010 e vai manter a posição de liderança até 2016, acelerando do crescimento de 8,1% em 2013 para 12,7% em 2016. Investimentos na região da Ásia Pacífico manterão as taxas de crescimento entre 6% e 7% ao longo dos anos. A Europa Oriental, depois de ter enfrentado queda em 2012 e 2013, terá crescimento modesto de 1,9% em 2014 e um pouco melhor em 2015 e 1016 (2.3%).

Em termos de países, a China continua o mercado mais quente, com crescimento de 10% ao ano até 2016. O país é o terceiro maior mercado mundial, perdendo apenas para EUA e Japão. O bloco dos BRICs está em rota ascendente. A Rússia vai entrar para a lista dos dez maiores mercados publicitários em 2015, juntando-se à China e ao Brasil. A Índia, atualmente em 14o lugar no ranking, vai crescer 39% em 2016 comparado com 2013, tornando-se a número um na lista dos que mais crescem em publicidade no período.

Referência: Notícias UOL

Publicado por Ascom

Assessoria de comunicação da empresa VirtualLink.