big dataBig Data pode trazer tanto oportunidades de negócios quanto riscos relacionados à privacidade das pessoas pela coleta exaustiva de dados pelas empresas. O alerta vem do estudo global Technology Radar apresentado pela ThoughtWorks, que reúne algumas tendências tecnológicas de impacto significativo na indústria de TI.

Dentre outras tendências, o relatório aponta o contraste entre o ânimo com as novas perspectivas de negócio possibilitadas pela coleta exaustiva de dados e a preocupação com o armazenamento desnecessário de grandes quantidades de dados pessoais.

“Diversos setores do mercado brasileiro vêm considerando Big Data uma das apostas para alavancar o negócio e melhorar o relacionamento com os clientes. Se por um lado a tecnologia permite que todos os seus dados, interesses e interações sejam armazenados e analisados, por outro há sérios riscos relacionados à privacidade das pessoas”, afirma Claudia Melo, diretora de tecnologia da ThoughtWorks Brasil.

Martin Fowler, cientista chefe da ThoughtWorks, aconselha que as empresas armazenem somente o mínimo necessário de informações de seus clientes. Ela recomenda a adoção de uma política que alemães denominam de “datensparsamkeit.”

A seguir você confere outras três tendências apontadas pelo estudo da ThoughtWorks:

1 – A fusão do mundo físico e digital
Dispositivos de baixo custo, plataformas de hardware aberto e novos protocolos de comunicação estão levando a experiência de usar um computador para mais perto do mundo ao nosso redor, longe das telas.
Um grande exemplo é a proliferação de dispositivos vestíveis para rastrear dados biométricos e o suporte de hardware em outros dispositivos móveis, como telefones e tablets, para interagir com os mesmos.

2- Alerta e recuperação antecipados em produção
Estamos observando uma infinidade de novas ferramentas e técnicas para capturar logs, monitorar, armazenar e consultar dados operacionais. Quando combinadas com uma rápida recuperação oferecida pela virtualização e automação de infraestrutura, as empresas podem reduzir a quantidade de testes necessários antes da implantação. Talvez até mesmo executando os testes no próprio ambiente de produção.

3-O rolo compressor do JavaScript continua
O ecossistema em torno do JavaScript continua evoluindo como uma importante plataforma de aplicação. Muitas novas ferramentas interessantes têm surgido para testes, gerenciamento de dependências e construção de aplicações JavaScript, tanto do lado servidor, como do cliente.

Referência: computerworld

Publicado por Alexandre Viana - Diretor VirtualLink

CEO da empresa VirtualLink , Pós-graduado em Redes de Computadores pela UFPA, Consultor Sênior em T.I.C. com ênfase em Soluções de Interoperabilidade entre os Sistemas Unix, Windows e Linux, Especialista em Soluções de T.I.C. baseadas em Software Livre.