cidade_inteligente_06

Imagine a cena: você está passeando pela cidade quando seu relógio inteligente indica que há um novo café, altamente recomendado pelos seus amigos em redes sociais, que abriu a apenas duas quadras. Melhor ainda, há uma promoção para novos clientes. Com alguns toques no aplicativo de central de comando do seu carro autônomo, você ajusta o roteiro para o novo destino. Em uma nova aba, você consulta o sistema da prefeitura para saber se há vagas nos estacionamentos próximos.

Após o café, você chega em casa e deixa seu smartphone em cima da mesa de carregamento sem fio, enquanto o termostato ajusta a temperatura de acordo com suas preferências. Enquanto relaxa no sofá, sua geladeira manda uma notificação de que você precisa comprar ingredientes para o jantar com seu amigos, que está agendado no seu calendário.

O conceito descrito na cena acima é só uma prévia do que a internet das coisas poderá fazer por todos nós no futuro. De acordo com especialistas e grandes fabricantes, a conexão entre aparelhos domésticos, eletrônicos, sensores, estradas, carros e qualquer outro sistema é uma tendência que deve nortear os lançamentos nos próximos anos.

Fonte: R7