tendencias

Dizem que ano de número ímpar é “melhor”. Não se sabe que teoria ou motivo há por trás disso, mas o fato é que 2015 está aí, como um número “redondo”, e certamente pode definir novos paradigmas na tecnologia, que é um mercado volátil, com pouco espaço para as marcas hesitarem. Estacionou? Perdeu, playboy.

E quais são as tendências tecnológicas para este ano? Vejamos: redes sociais continuam bombando, aplicativos de chats proliferam nas lojas virtuais, impressoras 3D daqui a pouco imprimem seres humanos e a cereja do bolo: o pau de selfie! Quem sabe não fazem um “satélite de selfie” em 2016? Ou um “drone de selfie”? Mas calma lá. Estamos em 2015 e o pau de selfie ainda vai dar o que falar!

Não podemos nos esquecer das vestimentas também. As empresas estão cada vez mais preocupadas em embutir tecnologia em tecidos de alguma forma. Já se foi o tempo em que materiais impermeáveis estavam na crista da onda. Daqui a pouco, você nem vai precisar ir ao banheiro para fazer o número 2. Certamente haverá algum dispositivo na sua cueca que envia as fezes para a nuvem! Que tal?

09181753699006

Pau de selfie com comando de voz: ainda bem que ninguém leva esse “pau” pra outro sentido

Como foi sua virada de ano na praia? Diga lá: que desafio se equilibrar na prancha, sacar o seu maroto celular à prova d’água e, do além, o seu pau de selfie, hein? Você deixa de levar muita coisa em seus deslocamentos, mas o pau de selfie não pode faltar!

Só que o microfone fica longe, certo? Afinal de contas, seu celular estará a alguns metros de distância de você, e é preciso “berrar” para que o comando seja ativado ou programar o disparo automático após alguns segundos. Será que, com as tendências “selfies” de 2015, alguém não cria um supermicrofone para você ativar mais facilmente a função? Do jeito que o “pau de selfie” está crescendo, não seria má ideia ter tudo isso no meio de um oceano! Ainda mais se você estiver usando sua super-roupa à prova de puns.

 

 

 

 

09182344857014

É app pra tudo hoje: agenda, calendário, paqueras… Conheça o app “Mamãe”, que dá a ordem do que você deve fazer durante o dia!

Atualmente, ninguém consegue fazer alguma coisa sem que exista um app. Ao lançar um produto novo, a empresa deve pensar nisso de antemão, pois a primeira pergunta que o consumidor fará é cabalística: “tem app?”. A sua resposta deve estar na ponta da língua.

É comum nortear a rotina com base em apps hoje em dia. Há de tudo por aí: agenda, calendário, conselhos amorosos, como economizar bateria, como economizar água (sim), despertador… As notificações estão aí para monitorar tudo o que você está fazendo, e isso inclui o aviso de usar guarda-chuva. Ou sua mamãe acompanha seus passos diariamente? Ou melhor, presencialmente? Para não depender dela, use o app “Mamãe” e deixe que ele fale tudinho que você deve fazer!

 

 

 

09183000368019

A zoeira do WhatsApp vai ser elevada a outro patamar: trabalhos escolares inteiros serão feitos por lá e impressos numa impressora portátil!

WhatsApp, Viber, Telegram e outros apps de conversação são absolutamente eficientes em sua proposta. Mas convenhamos: quando o assunto é zoeira, o WhatsApp tem um tempero especial. Grupos são criados aos montes, imagens são compartilhadas, segredos são revelados… E muita coisa é vazada.

A caráter portátil de todo e qualquer dispositivo é uma premissa que domina o mercado faz tempo, inclusive no ramo de impressoras, que devem ganhar belíssimos modelos em 3D e até mesmo em 4D este ano. Só que de “portáteis” elas não vão ter muita coisa não, a não ser a comunicação direta com o seu smartphone.

 

 

09183120630020

 

Portanto, prepare aquele trabalho maroto que você fez no meio da zoeira do WhatsApp e imprima tudo nessas pequenas gigantes que devem dominar o mercado nos próximos meses. Tendências tecnológicas, minha gente!

Super-robôs? Realidade virtual? Televisores com ultrarresolução? Não deixe de dar sua “previsão” para a tecnologia este ano na seção de comentários abaixo!

O que mais você acha que pode dominar a indústria até o final deste ano?

 

 

 

 

 

Fonte: Tecmundo
Ilustrações por: André Tachibana