ubuntu-1604-lts

Com a aproximação do lançamento da nova versão do Ubuntu é natural as pessoas começarem a ficar curiosas sobre o sistema e querer saber quais são os diferenciais para a versão passada.

1 – Nova central de Comandos

A nova Central de Programas provém do projeto Gnome, porém traz personalizações feitas pela Canonical, como por exemplo os comentários das aplicações, design da barra superior entre outros pormenores. O principal diferencial é que ele é extremamente rápida para abrir, para pesquisar. Ela consegue instalar pacotes .deb atualmente da mesma forma que a Central antiga conseguia.

Até o momento existe dois “contras”, porém, não se sabe se está é a versão de desenvolvimento ainda, quem sabe os “defeitos” sejam corrigidos ou modificados até o lançamento final. O primeiro fator incomodativo é que ela não é capaz de encontrar pacotes mais técnicos como libs, codecs e coisas bem específicas que a outra conseguia encontrar, alguns problemas estão surgindo na instalação de pacotes .deb também, alguns depois de instalados não aparecem no menu do sistema. Outro contra é que não é possível parar a instalação de um programa depois que você clicar para instalar.

2 – Aplicativos Gnome atualizados

Como todos sabem, o Ubuntu apesar de não usar a interface do Gnome usa muitos de seus programas integrados à interface Unity, Nautilus, Monitor do Sistema, Cheese, Discos, Vídeos, até a própria Central de Programas nova, são todos programas que fazem parte do Gnome Desktop Enviroment.

Todo este ambiente foi atualizado, nem todos os programas para a versão versão de Apps do Gnome, o Nautilus por exemplo virá na versão 3.14.1, super estável e perfeitamente funcional, outras aplicações como o leitor de documentos Evince virão com a versão 3.18 do Gnome, algo mais moderno mas igualmente estável. Aparentemente, a escolha pela versão mais antiga do Nautilus se deve a sua melhor integração ao formato de Desktop do Ubuntu, se você já viu o Gnome Shell deve ter reparado em como é o desenho das janelas.

3 – Pesquisas Online Desabilitadas por padrão

Aquilo que um dia o Richard Stallman chamou de “spyware” nesta versão virá desabilitado por padrão, se você desejar ver as sugestões de compras na Amazon deverá habilitar esta opção nas configurações de privacidade do sistema. Não se sabe se tem alguma influência direta, mas o Unity está muito mais ágil para buscas, tão ágil quanto o Gnome Shell ou o Cinnamon, algo que era criticado um pouco nas versões passadas do Ubuntu.

4 – Modificação na Barra do Unity

Isto era algo que muitas pessoas queriam fazer desde que o Unity foi lançado, mudar a posição da barra lateral que deu “a cara” do sistema, permitindo que o mesmo fosse reconhecido em qualquer lugar, bom, para quem queria essa novidade presente, a espera acabou, agora é oficial.

5 – Unity 8 disponível ainda em estágio de desenvolvimento

O Unity 8 não está nem de perto de ter uma funcionalidade parecida com o Unity 7 (que é bom), porém, ele e o Mir estão disponíveis no Ubuntu 16.04 LTS em suas versões mais recentes. Em adicional citamos a atualização do Kernel Linux, atualmente a distro está carregando o Kernel 4.4, pode ser que ele seja lançado com o Kernel 4.5 e também há uma atualização em todos os programas que compõem o sistema, desde navegadores até codecs.

Fonte: Diolinux

Publicado por Alexandre Viana - Diretor VirtualLink

CEO da empresa VirtualLink , Pós-graduado em Redes de Computadores pela UFPA, Consultor Sênior em T.I.C. com ênfase em Soluções de Interoperabilidade entre os Sistemas Unix, Windows e Linux, Especialista em Soluções de T.I.C. baseadas em Software Livre.