eb40e3cc05026dca8cd201d952b60d14

(Imagem: divulgação)

Se a literatura de ficção científica está farta de exemplos robóticos capazes de nos imitar, a vida real segue um caminho bastante semelhante. Prova disso é o robô Kengoro, criado pelo JSK Lab, da Universidade de Tóquio, no Japão, que utiliza é forte, resistente, utiliza mais de 100 motores e é capaz até mesmo de suar.

Isso mesmo, da mesma forma que os seres humanos, o Kengoro utiliza a transpiração para regular a sua temperatura. Os pesquisadores responsáveis pela criação do robô notaram que os seus motores esquentavam muito durante a utilização, então, pensaram em um sistema diferenciado para manter tudo frio.

Os “ossos” do Kengoro são preenchidos com um líquido refrigerante que é liberado aos poucos conforme as coisas começam a esquentar, basicamente o mesmo processo realizado pelos humanos. O líquido escorre pelas peças do robô, que foram especialmente remodeladas com pequenas aberturas a fim de que o “suor” entre em todos os cantos, e evapora, reduzindo a temperatura e evitando que ele superaqueça.

De acordo com os cientistas japoneses, o novo método se mostrou incrivelmente eficaz, apresentando resultados até três vezes melhores do que o sistema de ar passivo até então utilizado por eles para manter a sua criação funcionando sem grandes problemas.

Além disso, com sua estrutura e graças ao modelo de resfriamento, ele consegue fazer movimentos mais complexos como flexões de braço.

robot_pushup_gif.0.0

Publicado por Ascom

Assessoria de comunicação da empresa VirtualLink.