wi-fi-seguranca

(Imagem: reprodução)

A Wi-Fi Alliance, um consórcio formado por empresas como Apple, Dell, Intel, Microsoft, Qualcomm, Samsung, Sony e outros, apresentou melhorias e novos recursos para o protocolo Wi-Fi Protected Access, a família de tecnologias de segurança de Wi-Fi usada há mais de uma década para garantir que os dispositivos certificados continuem a implementar proteções de segurança de última geração.

Os novos recursos da WPA3 vão trazer uma proteção mais robusta quando as senhas forem fracas e também vão simplificar as configurações de segurança para dispositivos com interface de exibição limitada ou nenhuma. “As tecnologias de segurança Wi-Fi podem ser continuamente atualizadas para garantir que atendam às necessidades da indústria”, disse Joe Hoffman, da empresa SAR Insight & Consulting.

Um dos novos recursos vai fortalecer a privacidade do usuário em redes abertas através de criptografia de dados individualizada. Além disso, uma suíte de segurança de 192 bits, alinhada com a Suíte CNSA (Commercial National Security Algorithm), do Comitê de Sistemas de Segurança Nacional, vai proteger as redes Wi-Fi com requisitos de segurança mais altos, como o governo, a defesa e a indústria.

“A segurança é uma base para os programas de certificação da Wi-Fi Alliance e estamos animados em apresentar novos recursos à família de soluções de segurança certificadas”, disse Edgar Figueroa, presidente e CEO da Wi-Fi Alliance. “A designação Wi-Fi CERTIFIED significa que os dispositivos Wi-Fi atendem aos mais altos padrões de interoperabilidade e proteção de segurança”.

Publicado por Ascom

Assessoria de comunicação da empresa VirtualLink.