20160713skype-linux

Imagem: divulgação

Aos poucos os novos formatos de aplicativos, Snap e Flatpak (e até AppImage) vem ganhando mais popularidade e até a Microsoft entrou nessa onda e lançou o popular Skype em formato Snap, o formato criado originalmente pela Canonical, empresa que desenvolve o Ubuntu.

O anúncio da disponibilidade do pacote Snap do Skype foi feito por um dos vice-presidentes de engenharia da Canonical, Jammie Bennet, comentando que a ideia da parceria com o time de desenvolvimento do Skype da Microsoft e da liberação via Snap da ferramenta tem como objetivo melhorar a compatibilidade do Skype com as distros Linux em geral, visto que todas podem usar o mesmo pacote, e facilitar o processo de atualização, uma vez que tudo se resume a um único pacote.
Recentemente tivemos também a adesão do cliente oficial do Spotify ao formato Snap, o que mostra que a Canonical vem conseguindo atrair grandes players do mercado para o seu ecossistema, o qual beneficia todas as distros, colocando essas aplicações dentro dos “software centers” e colocando suas instalações para os usuários finais a literalmente um clique.

Quem usar outra distro ou outro ambiente gráfico só precisar ter o GNOME Software instalado para poder manipular os Snaps e instalá-los via Snapcraft.

O Skype para Linux já tinha recebido um grande upgrade recentemente, fazendo com que ele tivesse a mesma aparência e funcionalidade da versão de Windows e macOS. A aplicação era distribuída oficialmente apenas nos formatos .deb .rpm para Linux, além de ser reempacotado por diversas outras distros.

Usando agora o formato universal Snap, o trabalho dos desenvolvedores deve ficar muito mais simples.

Publicado por Alexandre Viana - Diretor VirtualLink

CEO da empresa VirtualLink , Pós-graduado em Redes de Computadores pela UFPA, Consultor Sênior em T.I.C. com ênfase em Soluções de Interoperabilidade entre os Sistemas Unix, Windows e Linux, Especialista em Soluções de T.I.C. baseadas em Software Livre.