tipos-de-nuvemImagem: reprodução

Em busca de melhores resultados com o uso da Cloud Computing, as empresas e profissionais de T.I. ficam em dúvida sobre qual tipo de Nuvem utilizar. Cada qual possui suas características, vantagens e restrições e a Nuvem Híbrida amplia as possibilidades.

Mas, o que fazer quando há a necessidade de combinar custos, performance, segurança, controle, disponibilidade, velocidade, flexibilidade e agilidade? A Nuvem Híbrida está aí para confirmar que muitas vezes 1+1 não são 2 nuvens, mas sim 3, e o Profissional Cloud deve estar preparado para dominar esta solução.

Mas, o que é Nuvem Híbrida?

Nuvem Híbrida é um ambiente computacional que associa nuvens públicas e nuvens privadas, permitindo que os dados e aplicativos sejam compartilhados entre elas. Cada plataforma desempenha funções distintas dentro da mesma organização.

Ou seja, a empresa poderá manter aplicativos ou dados sigilosos em uma plataforma de nuvem privada, enquanto que aqueles menos sensíveis poderá optar pela nuvem pública.

A ideia em si não é tão nova, mas os avanços recentes na área de Tecnologia da Informação permitiram que essa combinação prosperasse no mercado de Cloud Computing. Seu principal objetivo é satisfazer uma ampla gama de casos de uso e cenários de implantação complexa.

É uma solução lógica para que as empresas se liberem das restrições dos modelos de nuvem e de aplicativos, tendo em vista que os serviços de Cloud Computing oferecem soluções em graus variados e para demandas diversas. Com a Nuvem Híbrida, o Profissional Cloud poderá executar as atividades com alta complexidade por meio de uma rotina de administração mais ágil e flexível.

A adoção da Cloud Computing no universo corporativo passou da fase do “talvez” para a fase de “qual, quando e como”. As empresas estão concentradas em implantar soluções de nuvem para maximizar a eficiência e minimizar os gastos, e muitas estão encontrando esses benefícios na Nuvem Híbrida.

Conforme o relatório Survey State of the Cloud do RightScale, a Nuvem Híbrida vem sendo a estratégia preferida pelas empresas, enquanto que a adoção da nuvem privada caiu ligeiramente no ano de 2017.

E, com os olhos voltados para mais esta necessidade e oportunidade de mercado, os gigantes tecnológicos estão oferecendo e desenvolvendo constantemente novas tecnologias para remodelar as redes do futuro. Situação esta pode ser observada durante a conferência Open Networking User Group Spring (ONUG) 2017, onde executivos de infraestrutura e Operações de TI corporativa do setor financeiro, varejista e tecnológico mostraram progressos na mudança de sua visão quanto a capacidade da Nuvem Híbrida para os resultados de um ecossistema de fornecedor engajado.

Ao adotar a Nuvem Híbrida, as organizações podem reter suas próprias nuvens privadas, mas também aproveitarem os serviços da nuvem pública.

Atualmente, ainda há necessidade de suportar modelos de computação corporativa tradicionais, já que muitas organizações ainda mantêm um patrimônio tecnológico considerável no local, além de dados sensíveis ou aplicativos fortemente acoplados que simplesmente não podem ser facilmente migrados ou substituído por nuvem pública.

À medida que a Cloud Computing foi avançando, as diferenças entre o “tradicional” e o “inovador” ficarão cada vez maiores. A Nuvem Híbrida oferece uma solução potencial para que as empresas superem essa lacuna entre esses dois pontos.

Nos momentos em que a demanda de computação e processamento alterna, a Cloud Híbrida permite que o Profissional Cloud dimensione sua infraestrutura local para a Nuvem Pública, por exemplo, ganhando em flexibilidade, escalabilidade e potência de computação. Mas também poderá ocorrer o contrário, quando há necessidade de manter os dados e aplicativos confidenciais em ambiente protegido da empresa.

Podemos concluir que a Nuvem Híbrida é uma solução que pode reunir as melhores características de cada Nuvem: pública e privada.

Apesar de proporcionar inúmeros benefícios – dentre eles: custo, eficiência, escalabilidade e segurança, ela exige muito conhecimento do Profissional Cloud, que deverá estar atento a todo o processo de gerência e integração desta solução de Computação em Nuvem.

Publicado por Alexandre Viana - Diretor VirtualLink

CEO da empresa VirtualLink , Pós-graduado em Redes de Computadores pela UFPA, Consultor Sênior em T.I.C. com ênfase em Soluções de Interoperabilidade entre os Sistemas Unix, Windows e Linux, Especialista em Soluções de T.I.C. baseadas em Software Livre.