antivirusA forma mais comum de assegurar a segurança de TI de uma empresa é através de software antivírus, mas 33% das empresas ainda não se organizaram para implantar esse sistema de proteção, segundo uma pesquisa realizada por analistas da B2B Internacional.

As plataformas antivírus protegem toda a infraestrutura de 67% das organizações. O terço restante introduziu esse tipo de solução somente nos pontos principais das redes corporativas. A segunda proteção mais popular é um patch de gerenciamento de sistemas, usado por 62% das companhias para identificar e atualizar as aplicações que têm potencial vulnerável.

Melhorias na infraestrutura de TI desenvolvidas para melhorar a segurança dos dados corporativos ficaram em terceiro e quarto lugares em termos de frequência de uso. Essas medidas englobam dar a diferentes grupos de usuários diferentes níveis de acesso às fontes ou estruturar a rede corporativa para que os servidores principais e as estações de trabalho fiquem isolados.

Essas ações auxiliam na proteção de objetivos críticos de infraestrutura corporativa contra a infecção no caso de um ataque bem sucedido contra redes ou estações de trabalho que possuem menos prioridade.

Um único arquivo infectado no servidor da empresa tem o potencial de afetar cada computador em uma rede corporativa, causando danos severos à produtividade do negócio. Focada neste nicho, Kaspersky Lab oferece o Kaspersky Endpoint Secutiry for Business, que inclue um antimalware que protege os servidores que rodam Microsoft Windows, Linux e Novell NetWare.

Referência: Notícias TI

Publicado por Ascom

Assessoria de comunicação da empresa VirtualLink.